sexta-feira, 28 de março de 2014

A aventura das meninas !!!!

Começou já na segunda a noite, as "véias" vieram para dormir, então pedimos pizza e conversamos até tarde, fomos dormir já passava da meia noite. Coloquei o celular para despertar as 4.30 hs, minha tia é bem lerdinha, então precisava ser acordada cedo para se organizar. Acordei com mamis me chamando as 4.15, preocupada em perdermos a hora.
Viajamos das 5hs da manhã até as 16.30, com paradas para café, almoço, abastecer e pegar informações na estrada. Chegamos em Aparecida a tempo de mamis assistir a missa.
A viagem foi muito divertida, no banco traseiro as "véias" comeram o tempo todo, era um tal de :
- quer um biscoitinho, um torrone, uma maçã, uma bala de goma, abre uma bala de hortelã e dá para tua mãe filha, quer um amendoim com açucar.
Gente não sei como é possível que mamis pese apenas 46 kg, com a quantidade de doce e de comida que a mulher bota para dentro, devia pesar pelo menos uns 80 kg. A tia pesa o quanto come, mas mamis deveria ser estudada, ela come o tempo todo e come muito doce, será que é a diabetes ??
Saimos de Aparecida as 18 hs e chegamos a Paraty as 21.30 hs. A tia não queria jantar, pois já estava  incomodada por ter comido tanto.O resto foi jantar e se divertir.
A tia acorda durante a noite para ir ao banheiro, escova os dentes durante a madrugada, acende as luzes na cara das outras sem a menor cerimônia e ainda briga com todas quando é acordada com conversas noturnas. Na noite de quarta, capotou na cama as 20.30 e as 22.30 hs falou :
- Meu DEUS, vocês não dormiram ainda ?? tive que ouvir a história desse padre de novo, já ouvi trocentas vezes.
Mamis não se intimidou e respondeu :
- Não temos praga de pai para dormir com as galinhas, vira pro canto, dorme e não incomoda.
Durante a madrugada minha filha teve um de seus costumeiros pesadelos e acordamos todas com ela sentada no beliche com as pernas penduradas para fora pedindo ajuda. O rebuliço foi geral, eu já estou acostumada, minha menina fala durante o sono desde pequena, mas as véias quase infartaram. Depois de um tempo a tia fez sua via sacra pelo banheiro. Acendeu a luz, escovou dentes, fez xixi, tossiu, pigarreou, voltou para cama e deixou a porta do banheiro aberta com a luz acesa.
Adorei a viagem, rimos e conversamos muito. Decidi que a tia não vai ser mais convidada para aventuras mais longas, ela realmente incomoda, além de que é uma pessoa cheia de preconceitos e muito amarga. Fala mal de todo mundo, faz fofoca e reclama o tempo todo. Daqui para frente, o máximo que aguento é um café ou um almoço.
Mamis me surprendeu não só pelo tanto que come, mas pela energia e disposição que tem, é uma pessoa muito fácil de se conviver durante uma viagem. Gostei de conhecer esse lado dela, nossa relação está mais leve depois dessa viagem.
Minha menina é minha melhor companheira de viagens, foi muito tolerante com a tia e com a avó e em alguns momentos conseguia colocar limites na tia, sem que a mesma percebesse que estava levando um esbregue.
Confesso que estava com medo, mas o resultado foi muito bom, fiquei surpreendida com a alegria que rolou nestes 3 dias. Que venham mais dias como estes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário