domingo, 29 de dezembro de 2013

Final de ano !!!!!

O Natal foi maravilhoso, meus filhos e um amigo da minha filha vieram pra casa, teve ceia, entrega de presentes, muito riso e muita alegria.
Agora estou em minha ilha desde o dia 25, no dia 27 chegaram os Xuxos e ontem minha filha. Esperamos pro dia 31 meu filho e minha nora e mais amigos da minha filha.
Já comprei balões para colocar na sacada, encomendei o pernil e fiz todas as compras de supermercado, pois daqui para frente fica praticamente impossível comprar qualquer coisa, a ilha da magia está lotada.
Estou aproveitando que o lindo e os Xuxos estão na praia para postar, enquanto a diarista faz uma faxina na sala corri para o quarto para me por em dia.
Retrospectiva de 2013
Apesar de ter sido um ano muito solitário, foi bom. Este ano fiquei mais recolhida em minha casa, viajamos bastante eu e o lindo, mas também ficamos muito nem casa e agora ao olhar para trás vejo que para mim foi num ano de recolhimento. Quase não recebi e também não aceitei muitos convites.
Mas compramos um apartamento novo, nossa filha apresentou sua dissertação de mestrado e passou com louvor. Nosso filho mudou de cidade, emprego e foi morar com a namorada.
Trabalhei bem menos este ano e não estudei muito (quase nada).
Tive muitos incômodos por conta do melanoma e outros probleminhas de saúde, é a idade se impondo, não sou mais uma menina e o tempo está me cobrando.
Ao final do ano voltei para a terapia e estou tratando da depressão.
Quero deixar para trás as mágoas que ainda carrego no peito, não quero levá-las comigo para a casa nova nem pro ano novo.
Quero viver bem e tranquilamente, quero meus filhos sejam felizes e quero viajar muito em 2014.
Estes são meus desejos, não fiz uma lista de metas, mas vou fazer uma lista das coisas que não quero levar pro próximo ano.
Então Feliz Ano Novo minha gente !!!!

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Férias !!!!

Custaram mas chegaram, oficialmente de férias a 2hs. Malas prontas, amanhã parto para minha ilha !!!!!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

O filho do coração !!!!

Já falei aqui dele outras vezes, é um ex- namorado da minha filha, que passou a ser um filho, e mesmo depois de terminado o namoro, ainda o considero um filho.
Então hoje meu filho do coração me ligou, falamos rapidamente porque ele mora na Espanha, mas sua ligação me encheu de alegria. Adorei receber sua ligação e me animei bastante depois. Agradeço a Deus por ter colocado na minha vida uma pessoa tão maravilhosa.

Arena Joinville !!!!

Desde domingo que Joinville está em foco por conta do ocorrido na Arena. Não acho justo que minha cidade seja conhecida no mundo todo, apenas pela violência. Os atos violentos foram cometidos por torcedores de fora, o jogo sequer era do time da cidade.
Moro muito próximo a Arena e estou acostumada a ver as passeatas que ocorrem após as vitórias do time, vejo da sacada as pessoas passarem felizes e comemorando quando ganham. Também vejo os torcedores passarem tristes e cabisbaixos quando o time perde, mas nunca presenciei atos de violência.
Estou achando muito injusto o que está acontecendo, pois esse não é o perfil do joinvilense. Como em qualquer cidade do Brasil, temos problemas na saúde, educação e segurança, mas essa violência toda que se configurou no domingo, não foi provocada por joinvilenses, não foi provocada por nossos torcedores.
O torcedor joinvilense leva a família para o estádio, tenho uma sobrinha de 18 anos que é torcedora fanática do JEC, pois vai aos jogos com o pai desde muito pequena. Meus sobrinhos, meus cunhados, muitos amigos nossos e de meus filhos frequentam os jogos desde criança e nunca se sentiram assustados ou ameaçados, pois o joinvilense vai ao jogo para torcer pelo seu time, vai para se divertir e não para brigar. É muito comum  você ver nos jogos, mulheres crianças e idosos, tanto que no domingo tinham no estádio mulheres, crianças e idosos, afinal é um programa de domingo. Essas pessoas ficaram tanto ou mais assustadas que vocês com a violência praticada por esses criminosos que se auto-intitulam de torcedores. A Arena nunca foi um lugar perigoso para os torcedores, sempre foi um lugar de diversão. Sinto muito mesmo pela fama que conseguimos a nível internacional de violentos, nossos torcedores não são violentos.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Conversa séria !!!

Hoje o papo é sério, depois de alguns meses sofrendo de vários sintomas e tentando mascará-los com inúmeras desculpas, ontem o diagnóstico (num primeiro momento feito por mim) foi confirmado pelo médico, estou com depressão maior. Digo que a conversa é séria porque, se eu que sou uma profissional da área me deixei confundir e arranjei desculpas para não assumir, imagino o quanto outras pessoas não sofrem até que aceitem e sejam diagnosticadas corretamente.
No meu caso, confundi com a falta de vitaminas no organismo, pois o cansaço e falta de vontade de fazer qualquer coisa, eram os sintomas mais fortes. Não fiquei chorando pelos cantos, mas estou  a muito tempo indo do sofá para cama e da cama para o sofá. Estou muito irritada também, e várias vezes uma tristeza imensa me invade, e ela tem um motivo (as pessoas tendem a achar que não existe um motivo, no meu caso tem e eu sei qual é) e não é o fato de meu filho ter se mudado. É um motivo real, que me acompanha já a muitos anos. O que me leva a voltar para a terapia, pois não adianta apenas medicar, tem que se tratar a causa.
Tenho estado muito carente também, carente de abraços apertados principalmente. Tenho fugido sempre que posso de programas sociais, encontros com a família, com as amigas, enfim não tenho vontade de sair de casa. Não tenho mais caminhado e tenho faltado as aulas de pilates. Tenho deixado ou esquecido de fazer minhas coisas.
Sou uma mulher ativa e cheia de energia, e nas últimas semanas deixei várias vezes de arrumar minha cama assim que me levanto, aliás não a arrumei, dormimos nela do jeito que estava, e quem me conhece sabe que isso é a morte para mim.
Também fiquei uma semana com o pinheirinho na sala sem enfeites, se não fosse o lindo tomar a iniciativa de enfeitá-lo, acho que estaria lá, sem enfeites até hoje. Raramente tenho vontade de cozinhar e temos pedido muita comida pelo telefone.
Meu apetite mudou, sinto necessidade de doces e chocolates, quase não como minhas saladas e meus legumes que tanto adoro.
Percebo que os compromissos que assumo, e inclusive ao trabalho vou obrigada. Várias vezes desmarquei o cabeleleiro e a manicure, tenho andado muito dispersa e com a memória fraca.
Hoje começo com a medicação e vou marcar a terapia, pois não aguento mais ser essa pessoa que me transformei, na maior parte do tempo sou muito chata. Não tenho sido uma boa compainha, nem pra mim mesma.
Mas resolvi falar sobre isso porque existe muito preconceito em torno da depressão, as pessoas acham que se você tiver vontade, você consegue superar sozinha, não é bem assim gente, nem sempre conseguimos melhorar só porque temos vontade, existe a necessidade de diagnóstico e tratamento corretos, e principalmente de aceitação, tanto sua quanto das pessoas que te rodeiam. A pessoa que tem depressão fica muito carente e muito emotiva, então carinho e paciência são fundamentais nestes momentos. Vamos ver como as coisas ficam daqui para frente.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Compras de natal !!!

Eu ando assim meio lerda, meio triste, meio irritada, enfim bem meia boca em muitas coisas. Ontem tive um dia meio chato, hoje estava de folga e depois de assistir um pouco de televisão, meio que me empolguei e resolvi ir para Balneário de Camboriú fazer as compras de natal. No caminho liguei pra mamis para convidá-la para ir junto mas ela já tinha compromisso, "pros próximos 3 dias" deixou bem claro. Então fui solita mesmo. Levei 3 hs para chegar lá, é que os últimos 25 km de menos de 70 km, levaram 2.30 hs, juro que não entendo porque, pois não tinha acidente e nem obra naquele pedaço, mas enfim, nossas estradas estão assim mesmo, o jeito é se preparar para ficar parado na Br 101.
E aí quando chego lá tava chovendo muito, mas muito mesmo, tanto que depois de 1 hora de bateção de perna, tive que comprar roupas e sapatos para trocar de tão molhada que eu estava. Ao chegar em casa descobri que passou um ciclone por aqui, o meu celular ainda está mudo. Ah, então é por isso que choveu e ventou tanto e os telefones estão mudos, que bom que só descobri agora.
Mas também descobri que para fazer compras estou "inteira", não teve nada de meio isso ou meio aquilo na hora de comprar os presentes.
Apesar da chuva que me acompanhou por umas 3 hs, eu me diverti muito, comprei muito e comi muito. Bem, comer é uma coisa que também faço por inteiro, não fico com meio apetite, estou sempre com muito apetite.
Mas agora estou em casa, feliz que nem pinto no lixo, arrumando todos os presentes em baixo da árvore, que felicidade que me dá de ver a casa toda em clima de Natal.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

O sonho !!!!!

Quando acordei hoje pela manhã, lembrei imediatamente do sonho que estava tendo.
Era assim: estava dentro de um carro com minha família, era um carro pequeno e eu dirigia. Estávamos no subterrâneo de um prédio, subindo para a superfície. As colunas eram fortes e modernas, porém o piso era de chão de terra que não estava muito bem compactada. A subida era muito íngreme e eu estava com medo de subir, na primeira tentativa o carro quase voltou e eu vi um rato passar correndo na frente do carro. Então eu acendi os faróis altos e acelerei fundo. Ao acender os faróis percebi que tinham dois cachorros, pastores policiais adultos dormindo tranquilamente nas laterais dos corredores, sequer acordaram quando passei. Acordei aí.
Acontece que hoje eu e o lindo fazemos 30 anos de casamento, e eu achei esse sonho muito esclarecedor.
Eu dirigia e não era um carro grande e de luxo como dirijo sempre, era  um carro que dava conta de subir. Tive medo e vontade de desistir, mas não o fiz, ao contrário, acendi as luzes e pisei muito fundo no acelerador e consegui. Ao acender as luzes o rato sumiu, isso me remeteu a olhar bem, iluminar bem o que penso que vejo, as vezes não é real. Os cachorros não acordaram e não se mexeram, ficaram ali dormindo tranquilos, pois não havia perigo. Lembrei de meus filhos que quando viajam de carro comigo, viajam tranquilos, sem sustos, muitas vezes dormem. 
Tiro desse sonho a certeza de estar dirigindo nossas vidas, de nos levar para cima, para a superfície. De  vez por outra, ver as coisas na penumbra e de quase acreditar no que penso que vejo. De o medo tomar conta de mim algumas vezes, mas como todos confiaram em mim, acendi as luzes e pisei firme no acelerador, coisa que faço sempre. Não paro, não desisto. É assim também no meu casamento, sempre que as crises acontecem, vejo as colunas fortes e modernas, a subida difícil, mas apesar do medo, não desisto, acendo as luzes, e piso forte no acelerador e o lindo não tem outra opção senão ir comigo. 
Que venham mais trinta anos, cada vez melhores, menos ingrimes e muito mais iluminados e que possamos continuar subindo sempre sem assustar nossos filhos, para que eles possam continuar dormindo quando passo iluminando e acelerando para a superfície.