quarta-feira, 27 de março de 2013

Entender não é aceitar !!!!!

É muito difícil para mim lidar com algumas coisas e uma delas é, as pessoas não entenderem que quando digo que entendo não estou necessáriamente dizendo que aceito.
Quando isso envolve duas pessoas que você ama então fica muito mais difícil.
Não gosto que digam que estou forçando a barra, estou é dizendo : você é importante para mim, gosto de ter você ao meu lado. Adoro conviver com as pessoas que eu amo, gosto de convidá-las para minha casa, de recebê-las bem, de agradá-las.
No final do ano minha filha convidou um amigo para passar as festas conosco. Acho que foi amor a primeira vista de ambas as partes. Eu gostei dele e ele de mim, criamos cumplicidade e até uma certa intimidade em poucos dias. Gosto de conversar com ele, de me divertir com ele. Acho que por ele ser um pouco mais novo que meus filhos e estar longe da família, fez com que eu o adotasse. Sou tipo mãezona, e geralmente os jovens e adolescentes sentem-se a vontade comigo. Podem falar comigo mais livremente do que falariam com suas mães, e eu vou ouvi-los como adulta e não como mãe, por não estar envolvida diretamente em suas vidas vou poder ver as coisas de uma forma mais clara e assim posso ser mais compreensiva do que seria com meus próprios filhos. Então tenho várias experiências boas com os amigos dos meus filhos.
E esse amigo da minha filha é um amado, foi para Belo Horizonte visitar sua mãe e me trouxe 7 kg de farinha amarela, para que eu não fique sem minha farofa que eu amo. Em agradecimento a tanto carinho e atenção convidei-o para o carnaval, e depois para o feriado. Mas como receberia outras visitas, fiquei com medo de alguém magoá-lo com piadinhas bestas, infelizmente meus amigos ainda são muito preconceituosos. Enfim combinei com minha filha de deixar a visita para outra ocasião. Como a Páscoa se aproximava e ele não conhece Joinville, resolvi convidá-lo. Comentei com minha filha ela meio que desconversou e depois eu mesma liguei para ele e fiz o convite. Não foi para forçá-la a fazer o que não quer. Foi para ser gentil com uma pessoa que me agradou e que eu gosto muito. Mas as pessoas criam fantasias na sua cabeça e você não é responsável por isso. Claro que gosto imensamente de agradá-la e o faço sempre que possível e voltando de viagem cheia de agrados gostaria de entregá-los o mais rapidamente possível. Mas parece que fui mal interpretada e me sinto muito triste com isso. Entendo perfeitamente o porque de ela não querer vir, mas não posso dizer que aceito. Então estou numa berlinda, pois para não forçá-la a fazer o que não quer, serei castigada pelos erros de outra pessoa, parece conversa de louco né ???
Como a situação envolve outra pessoa que não apenas nós duas, fica assim meio doido mesmo. Mas enfim o que quero dizer é : eu convidei o menino porque também trouxe agrados para ele, e não quero que ele passe a Páscoa sózinho, a vida dele já está bem complicada e tudo que eu quero é que ele por alguns dias sinta-se amado e querido. Não sabia que minha atitude teria consequencias tão desagradáveis. Mas não se pode agradar a todos ao mesmo tempo, então vou agradar quem quer receber agrado. Vou fazer quitutes e preparar a casa para receber o menino do jeito que eu gosto e vou agradar a mim mesma.
Adoro festas e adoro receber, vou enfeitar a casa e programar passeios, quem quiser que venha !!!!!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário